Quem Somos


O Instituto Histórico e Geográfico Itaborahyense - IHGI foi fundado em 16 agosto de 2017, é uma pessoa jurídica sem fins lucrativos, do tipo Associação Cultural, de Direito Privado, com atividades voltadas ao Patrimônio Cultural, com sede na Praça Marechal Floriano Peixoto, nº 221, na antiga Casa de Câmara e Cadeia Pública, Centro - Itaborahy. Estado do Rio de Janeiro - Brasil; Em 2022 foi qualificado como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público –OSCIP, por Despacho nº 608/2022/DPJUS/SENAJUS (17608782), do Departamento de Promoção de Políticas de Justiça da Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça, publicado no Diário Oficial da União (D.O.U.) de 31 de março de 2022.  A Instituição está inscrita no Sistema Nacional de Indicadores Culturais sob - Nº SNIIC: AG-209924, no Mapa das Organizações da Sociedade Civil e no Casdastro Municipal de Culura de Itaboraí;


Finalidades


 

  1. a observância dos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade, economicidade e da eficiência;
  2. preservar e divulgar a história, a memória e o Patrimônio Cultural e Natural do município de Itaboraí e de seu povo;
  3. estudar a História do Brasil, a Fluminense e, em especial, a do território da antiga Vila de Santo Antônio de Sá;
  4. efetivar pesquisas sobre nossa formação histórica, providenciando publicações, livros e mapas sobre o assunto;
  5. trabalhar em conjunto com o poder público ou iniciativa privada pela restauração, preservação e conservação das antigas construções, sedes de fazendas, engenhos, templos, ermidas, igrejas e ruínas da região, solicitando, quando necessário, recursos aos governos Federal, Estadual e Municipal;
  6. criar uma biblioteca, um arquivo histórico e museu histórico para salvaguarda de objetos comprados, doados ou recolhidos pelo Instituto Histórico e Geográfico Itaborahyense, mediante autorização do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN;
  7. trabalhar no sentido do crescimento e do engrandecimento de seu acervo, bem como na eficácia da disponibilização e consulta às informações e documentos nele contidos, observadas normas internas para consulta e reprodução;
  8. promover ações que visem ao desenvolvimento do turismo e sua infraestrutura, notadamente valorizando os aspectos da vida cultural, visando à preservação ambiental e reconhecendo-se os sujeitos culturais que se apresentam como potenciais agentes multiplicadores;
  9. promover pesquisas arqueológicas e providenciar o devido registro junto ao Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, conforme a legislação federal;
  10. promover atividades de Educação Patrimonial, cursos, eventos, congressos, colóquios, conferências, seminários, excursões e passeios culturais e turísticos, serviços de fotografias, microfilmagens, digitalização, traduções, transcrições paleográficas, revisões de texto, consultoria técnica, restauração e conservação do patrimônio cultural.

a)      todas as atividades educacionais deste inciso serão promovidas de forma gratuita, com recursos próprios, observando-se a forma complementar de participação das organizações conforme previsto no art. 3º, incisos III e IV da Lei nº 9.790/99, como também no art. 6º, inciso II e § 1º e § 2º do Decreto nº 3.100/99, e no art. 3º, § 1º da Portaria nº 362/16.

 

 

Últimas notícias:

3. Ago, 2021

IHGI promove o V Encontro de Preservação do Patrimônio Cultural e Natural do Leste Fluminense.

18. Jul, 2021

NOTA DE FALECIMENTO

Com profundo pesar que o IHGI comunica hoje, 18 de julho, Dia do Trovador, o falecimento aos 89 anos, de OSVALDO LUÍS FERREIRA, pastor, poeta trovador, historiador e professor de História, Filosofia e Geografia aposentado da Rede Pública de Educação de Itaborahy e de São Gonçalo. Sócio Correspondente do Instituto Histórico e Geográfico Itaborahyense e membro da Academia Gonçalense de Letras, Artes e Ciências. Diretor do Jornal A VOZ DE MARAMBAIA. Autor do livro " Itaboraí Ontem e Hoje: Síntese Histórica. SEMEC, Itaboraí, 1992". Prof. Osvaldo foi um homem de grandes virtudes e um apaixonado pela história de Itaborahy e da de São Gonçalo. Nossas sinceras condolências a todos os familiares e amigos.