Achados na Leopoldina- Arqueologia na Era Digital

Óculos 3 D

A exposição ‘Achados da Leopoldina: Arqueologia Urbana na Era Digital’ é uma oportunidade única para vivenciar, de forma interativa e acessível, a coleção de peças encontradas no sítio arqueológico do Matadouro Público de São Cristóvão (Matadouro Imperial) durante as obras de implantação da fábrica de aduelas (anéis de concreto) para a expansão da malha metroviária carioca. Foram achados no Canteiro da Leopoldina, na Zona Norte, tesouros arqueológicos capazes de abrir uma janela para o passado da nossa cidade. Essas preciosidades serão novamente descobertas, agora em formato virtual e multissensorial, na mostra montada no Museu Histórico Nacional.

A curadoria da exposição se beneficiou de uma construção coletiva envolvendo profissionais experientes no âmbito do patrimônio cultural. O grupo, coordenado pelo arquiteto Manoel Vieira, trabalhou a partir das pesquisas conduzidas pelos arqueólogos Nídia Rodrigues e Claudio Prado de Mello e conta com a colaboração dos pesquisadores Dora Alcântara (azulejos), Victorino Chermont (brasonados), Giovani Scaramella (garrafas e vasilhames), Giovanni Puperi (moedas), Jackeline de Macedo (cerâmica e vidros) e Camilla Agostini (cachimbos).

A exposição ‘Achados da Leopoldina: Arqueologia Urbana na Era Digital’ é uma produção da empresa Engenharia Cultural, realizada com o patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura e do Consórcio Linha 4 Sul, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro – Lei do ISS.

A exposição conta com a parceria do Instituto Cultural Cidade Viva (ICCV) e do Museu Histórico Nacional. O ICCV atua em todos os segmentos artísticos e nas áreas que fazem interface com a cultura, como turismo, gastronomia, terceiro setor, artesanato, educação, arquitetura e urbanismo, ciência, tecnologia, esporte, lazer e meio ambiente.

Fonte :  http://mhn.museus.gov.br/index.php/achados-da-leopoldina-arqueologia-urbana-na-era-digital/

Visita guiada pelo Prof. Claudio Prado de Melo