Rua do Ouvidor. Rio de Janeiro

O nome "Rua do Ouvidor" foi efetivado em 1780, por influência popular, devido ao fato de, nela,residir o ouvidor-mor da cidade, Francisco Berquó da Silveira

Era considerada a rua mais importante da cidade do Rio: era onde se localizava a maioria dos jornais cariocas e lugar para o qual se dirigia grande parcela da população à busca de notícias. Isso até 1900, quando houve a inauguração da Avenida Rio Brancoe esta lhe tirou este posto[3]Machado de Assis, em seus textos, como a crônica do "Livreiro da Rua do Ouvidor", já festejava a suntuosidade que era esta rua no final do século XIX. Os cafés, as livrarias, tudo que vinha de novidades do Velho Mundo, antes passava pela Rua do Ouvidor. Após a construção da antiga Avenida Central (Avenida Rio Branco) e, posteriormente, a Avenida Presidente Vargas, a Rua do Ouvidor caiu em decadência, servindo de base de pequenas lojas em grande quantidade.

 

Referências

  1.  «Memórias da Rua do Ouvidor». www.dominiopublico.gov.br. Consultado em 8 de dezembro de 2015
  2.  «As memórias da mais tradicional rua carioca». Senado Federal - Jornal do Senado. Consultado em 8 de dezembro de 2015
  3. Fonte: Wikipedia 

Rua do Ouvidor