Lenda da Índia da Igreja da Pedra da Guaratiba

Jerônimo Veloso Cubas e sua esposa, Beatriz Alves Gago, possuíam em sua companhia uma índia muito idosa, cega e doente. Certa manhã, a índia disse aos seus patrões que Nossa Senhora havia pedido que erguessem uma igreja à beira da praia, num lugar onde havia muitos craveiros. O casal, porém, não acreditou, do que resultou o caso extraordinário que os levou, como agradecimento, a doarem metade de seus bens aos Religiosos do Carmo para a construção da Capela de Nossa Senhora do Desterro em Guaratiba. Aconteceu que um dia a índia que era velha, cega e doente foi curada de todo o mal, ficando com a visão perfeita e forte como uma jovem. Dirigindo-se aos seus patrões, a índia lhes disse que como eles não quiseram acreditar nem se interessaram em procurar o lugar solicitado pela Mãe de Deus, Nossa Senhora havia lhe restituído a saúde para que o seu pedido fosse atendido.

Ainda atordoados, mas convencidos, foram imediatamente para a beira da praia até que acharam o lugar indicado, com uma grande quantidade de craveiros. Entre eles, havia um com um lindo pendão com três cravos, o qual foi colocado entre as mãos da Virgem Maria. Estas flores permaneceram vivas durante os anos como na hora em que foram colhidas.

Contam que passados alguns anos, os Religiosos do Carmo quiseram mudar a capela para frente do convento onde residiam. Iniciando a obra, tudo quanto se trabalhava durante o dia, quando amanhecia o dia seguinte, se achava destruído como se tal obra não tivesse começado. Assim sendo, perceberam que Nossa Senhora não queria que sua igreja fosse mudada de lugar, onde até hoje permanece.

https://www.bn.gov.br/acontece/noticias/2015/08/rio-450-anos-bairros-rio-regiao-guaratiba

 

Igreja da Pedra da Guaratiba, conhecida também por Capela da Guaratiba

A lenda da Índia da igreja da Pedra da Guaratiba